sábado, 21 de dezembro de 2013

Amizade

A amizade é um amor que nunca morre.
Mario Quintana


Para conseguir a amizade de uma pessoa digna é preciso desenvolvermos em nós mesmos as qualidades que naquela admiramos.
Sócrates


A amizade desenvolve a felicidade e reduz o sofrimento, duplicando a nossa alegria e dividindo a nossa dor.
Joseph Addison


A verdadeira amizade é aquela que nos permite falar, ao amigo, de todos os seus defeitos e de todas as nossas qualidades.
Millôr Fernandes


A amizade duplica as alegrias e divide as tristezas.
Francis Bacon


Coletânea de bons livros para ler

Saga Jogos Vorazes
Gênero: Drama Pós-apocalíptico, Juvenil e Adulto, Romance, Político, Violência.
Sinopse: Uma adolescente que vive em uma vila governada por um governo tirano é escolhida para participar de um reality show onde outros jovens devem se matar até restar somente um.
Observações: é escrito em primeira pessoa, narrado pela própria protagonista.

O Pequeno Príncipe
Gênero: Infantil, Drama, Filosófico.
Sinopse: conta a trajetória do Pequeno Príncipe, único ser humano habitante de um pequeno asteroide, que viaja pelo espaço para conhecer novos lugares, passando por pequenos planetas até chegar a Terra, onde conhece uma raposa que o ensina sobre o que é cativar e ele tenta ensinar o mesmo a um aviador que caiu no deserto.

O morro dos ventos uivantes
Gênero: Juvenil e Adulto, Drama, Romance, Histórico, Discurso Social.
Enredo: uma menina de família é criada com um menino selvagem que seu pai adotou. Ao crescerem, este é expulso pelo irmão mais velho e ela se casa com o rapaz da casa vizinha. O menino selvagem, agora adulto, retorna anos depois mudado, como um senhor de respeito, e age para se vingar daqueles que lho enxotaram, inclusive de sua amada.

Razão e Sensibilidade
Gênero: Juvenil e Adulto, Romance, Drama, Histórico, Discurso Social.
Sinopse: duas irmãs de uma família de classe média têm personalidades distintas e juntas passam por provações amorosas, sendo que cada uma age de uma forma diferente da outra, enfrentando também os preconceitos da época.

O retrato de Dorian Gray
Gênero: Juvenil e Adulto, Drama psicológico, Histórico, Suspense.
 Sinopse: Um belo rapaz entra na fase adulta de sua vida e com as experiências amorosas que adquire, vai perdendo à inocência de antigamente e tornando-se um homem frio, bem diferente daquele que ele fora e ficara gravado num retrato pintado seu. E o retrato esconde um grande mistério.

O assassinato no expresso do Oriente
Gênero: Suspense policial, Drama, Histórico.
Sinopse: um detetive viaja pelo trem expresso do Oriente quando ocorre um assassinato a bordo e ele tem que investigar os tripulantes para saber quem é o assassino. O final é surpreendente!

A fórmula da Vida
Gênero: Juvenil e Adulto, Drama, Discurso Social, Romance, Ficção científica, Suspense, Violência.
Sinopse: uma adolescente perde que perde o pai violentamente e é abusada, passa a ser criada pelo padrinho e torna-se uma pessoa fria para se vingar daqueles que a tiraram a inocência. Iludida com o ser humano e com a vida na cidade grande, termina a faculdade e decide morar no interior do país, onde se depara com o amor. 

Um caminho na noite
Gênero: Juvenil, Drama, Discurso Social, Histórico, Suspense, Direitos Humanos.
Sinopse: uma menina judia passa a ser criada escondida pela família vizinha na Dinamarca na época da invasão nazista. E com sua amiga, passam por situações perigosas para que ela possa partir para a Suécia, onde seus pais a esperam. 

Onze minutos
Gênero: Adulto, Sexo, Discurso social.
Sinopse: uma mulher decide ir para a Suíça se prostituir e narra suas experiências até o casamento com um suíço. 

O enigma da televisão
Gênero: Juvenil e Adulto, Suspense policial, Romance, Televisão.
Sinopse: atores de uma novela vão morrendo um a um e um rapaz precisa descobrir quem é o assassino, junto da mulher que ele gosta.

Doze horas de terror
Gênero: Juvenil e Adulto, Suspense, Drama, Perseguição.
Sinopse: um casal precisa fugir de uma gangue de bandidos enquanto precisa encaixar o quebra cabeça que os envolveu nisso.




Porque os vídeos de travesti são os mais engraçados!

Impossível não rir depois de assistir a todos esses vídeos. Cura qualquer depressão! rsrs

Vanessão 20 reais (clássico do youtube):

O retorno de Vanessão, anos depois:

Ela vai processar!:

Barraco no Miss gay 1:

Barraco no Miss gay 2:

 "Na minha cabeça tem vários salário mínimo."

"Foi ótimo!"

"Bons drink!"
 

Material para estudo de faculdades públicas!

Há um tempo atrás, eu postei sobre o Cederj, que é um consórcio feito pelo governo do estado do RJ unindo faculdades públicas do estado para oferecer cursos de graduação à distância para aqueles que não tem tempo de ir à Universidade devido ao trabalho ou por morarem em cidades do interior e não poderem cursar no Rio de Janeiro. Cada curso é oferecido por uma universidade do estado, sendo participantes a UFRJ, Uerj, UFF, UFRRJ, Uenf e Unirio. Eu mesmo fiz Administração pelo Cederj e o meu diploma é da UFRRJ. Agora eu curso Letras também pelo Cederj, sendo minha faculdade a UFF. Para maiores informações sobre o Cederj e como ingressar nos cursos oferecidos pelas universidades, acesse o site abaixo:

http://cederj.edu.br/fundacao/

Agora, sobre o material dos cursos do Cederj, os quais são produzidos pelos professores das universidades citadas, há um site excelente para quem quiser ter acesso a todo esse material, seja para estudar para concursos ou mesmo como hobby. Basta entrar no site cujo link está abaixo e fazer um cadastro simples e terá acesso a todo o material dos cursos das universidades. Dica: pesquise com o nome do curso para ter acesso a todo o material referente a ele. Ex: "administração".

http://teca.cecierj.edu.br/

domingo, 11 de julho de 2010

Quando vc acaba de beber um refrigerante



 
INTERESSANTE!
Quando você  acaba de beber um refrigerante


 Prof. Dr. Carlos Alexandre Fett
 

Faculdade de Educação Física da UFMT
Mestrado da Nutrição da UFMT
Laboratório de Aptidão Física e Metabolismo - 3615 8836
Consultoria em Performance Humana e Estética
 **O QUE ACONTECE QUANDO VOCÊ ACABA DE BEBER UMA LATA DE REFRIGERANTE**
 
 

Primeiros 10 minutos:
10 colheres de chá de açúcar batem no seu corpo, 100% do recomendado diariamente.

Você não vomita imediatamente pelo doce extremo, porque o ácido fosfórico corta o gosto.

20 minutos:
O nível de açúcar em seu sangue estoura, forçando um jorro de insulina.

O fígado responde transformando todo o açúcar que recebe em gordura (É muito para este momento em particular).

40 minutos:
A absorção de cafeína está completa. Suas pupilas dilatam, a pressão sanguínea sobe, o fígado responde bombeando mais açúcar na corrente. Os receptores de adenosina no cérebro são bloqueados para evitar tonteiras.

45 minutos:
O corpo aumenta a produção de dopamina, estimulando os centros de prazer do corpo. (Fisicamente, funciona como com a heroína..)

50 minutos:
O ácido fosfórico empurra cálcio, magnésio e zinco para o intestino grosso, aumentando o metabolismo.

As altas doses de açúcar e outros adoçantes aumentam a excreção de cálcio na urina, ou seja, está urinando seus ossos, uma das causas das OSTEOPOROSE.
60 minutos:
As propriedades diuréticas da cafeína entram em ação. Você urina.

Agora é garantido que porá para fora cálcio, magnésio e zinco, os quais seus ossos precisariam..
Conforme a onda abaixa você sofrerá um choque de açúcar.
Ficará irritadiço.
Você já terá posto para fora tudo que estava no refrigerante, mas não sem antes ter posto para fora, junto, coisas das quais farão falta ao seu organismo.

Pense nisso antes de beber refrigerantes. 

Se não puder evitá-los, modere sua ingestão! 
Prefira sucos naturais. 
Seu corpo agradece!*
Se achar interessante, repasse.
Certamente estará fazendo bem a alguém.

O PORTEIRO DO PUTEIRO


 
Não havia no povoado pior ofício do que "porteiro do prostíbulo". 
Mas que outra coisa poderia fazer aquele homem? 
O fato é que nunca tinha aprendido a ler nem escrever, não tinha nenhuma outra atividade ou ofício. 
Um dia, entrou como gerente do puteiro um jovem cheio de ideias, criativo e empreendedor, que decidou modernizar o estabelecimento.
 
Fez mudanças e chamou os funcionários para as novas instruções. 
Ao porteiro disse: 
- A partir de hoje, o senhor, além de ficar na portaria, vai preparar um relatório semanal onde registrará a quantidade de pessoas que entram e seus comentários e reclamações sobre os serviços. 
- Eu adoraria fazer isso, senhor. - Balbuciou - Mas eu não sei ler nem escrever! 
- Ah! Quanto eu sinto! Mas se é assim, já não poderá seguir trabalhando aqui. 
- Mas senhor, não pode me despedir, eu trabalhei nisto a minha vida  inteira, não sei fazer outra coisa. - Olhe, eu compreendo, mas não posso fazer nada pelo senhor. Vamos dar-lhe uma boa indenização e espero que encontre algo que fazer. Eu sinto muito e que tenha sorte. 
Sem mais nem menos, deu meia volta e foi embora. O porteiro sentiu como se o mundo desmoronasse. Que fazer? 
 
Lembrou que no prostíbulo, quando quebrava alguma cadeira ou mesa, ela a arrumava com cuidado e carinho.
Pensou que esta poderia ser uma boa ocupação até conseguir um emprego. 
Mas só contava com alguns pregos enferrujados e um alicate mal conservado. 
Usaria o dinheiro da indenização para comprar uma caixa de ferramentas completa. 
Como o povoado não tinha casa de ferragens, deveria viajar dois dias em uma mula para ir ao povoado mais próximo para realizar a compra. 
E assim o fez. 
No seu regresso, um vizinho bateu à sua porta: 
- Venho perguntar se você tem um martelo para me emprestar. 
- Sim, acabo de comprá-lo, mas eu preciso dele para trabalhar ... já que..  
 - Bom, mas eu o devolverei amanhã bem cedo. 
 - Se é assim, está bom. 
Na manhã seguinte, como havia prometido, o vizinho bateu à porta e disse: 
- Olha, eu ainda preciso do martelo. Porque você não o vende para mim? 
- Não, eu preciso dele para trabalhar e além do mais, a casa de ferragens  mais próxima está a dois dias de viagem sobre a mula. 
- Façamos um trato - disse o vizinho. 
Eu pagarei os dias de ida e volta  mais o preço do martelo, já que você está sem trabalho no momento. Que lhe parece? 
Realmente, isto lhe daria trabalho por mais dois dias.... aceitou. 
Voltou a montar na sua mula e viajou

No seu regresso, outro vizinho o  esperava na porta de sua casa. 
- Olá, vizinho. Você vendeu um martelo a nosso amigo. 
Eu necessito de algumas ferramentas, estou disposto a pagar-lhe seus dias de viagem, mais um pequeno lucro para que você as compre para mim, pois não disponho de tempo para viajar para fazer compras.
Que lhe parece? 
O ex-porteiro abriu sua caixa de ferramentas e seu vizinho escolheu um alicate, uma chave de fenda , um martelo e uma talhadeira. Pagou e foi embora. E nosso amigo guardou as palavras que escutara: "Não disponho de tempo para fazer compras".
 
Se isto fosse certo, muita gente poderia necessitar que ele viajasse para trazer as ferramentas. 
Na viagem seguinte, arriscou um pouco mais de dinheiro trazendo mais ferramentas do que as que havia vendido. 
De fato, poderia economizar algum tempo em viagens. 
A notícia começou a  se espalhar pelo povoado e muitos, querendo economizar a viagem, faziam  encomendas. 
Agora, como vendedor de ferramentas, uma vez por semana viajava e trazia o que precisavam seus clientes. 
Com o tempo, alugou um galpão para estocar as ferramentas e alguns meses depois,  comprou uma vitrine e um balcão e transformou o galpão na primeira  loja de ferragens do povoado. 
Todos estavam contentes e compravam dele. 
Já não viajava, os fabricantes  lhe enviavam seus pedidos. 
Ele era um bom cliente. 
Com o tempo, as pessoas dos povoados vizinhos preferiam comprar na sua loja de ferragens, do que gastar dias em viagens. 
Um dia ele lembrou de um amigo seu que era torneiro e ferreiro e pensou que este poderia fabricar as cabeças dos martelos. E logo, por que não as chaves de fendas, os alicates, as talhadeiras, etc.
E após foram os pregos e os parafusos... 
Em poucos anos, nosso amigo se  transformou, com seu trabalho, em um rico e próspero fabricante de ferramentas. 
Um dia decidiu doar uma escola ao povoado. 
Nela, além de ler e escrever,  as crianças aprenderiam algum ofício. 
No dia da inauguração da escola, o prefeito lhe entregou as chaves da cidade, o abraçou e lhe disse: - É com grande orgulho e gratidão que lhe pedimos que nos conceda a honra de colocar a sua assinatura na primeira página do livro de atas desta nova escola. 
- A honra seria minha - disse o homem. Seria a coisa que mais me daria prazer, assinar o livro, mas eu não sei ler nem escrever, sou  analfabeto. 
- O Senhor?!?! - Disse o prefeito sem acreditar. 
O senhor construiu um  império industrial sem saber ler nem escrever? Estou abismado.  Eu pergunto: 
- O que teria sido do senhor se soubesse ler e escrever? 
- Isso eu posso responder. - Disse o homem com calma. 
Se eu soubesse ler e escrever... ainda seria o PORTEIRO DO PUTEIRO!
 
Isto realmente é verídico contado por um grande industrial chamado Tramontina.
 
 
 
Geralmente as mudanças são vistas como adversidades
 
 As adversidades podem  ser bênçãos.
As crises estão cheias de oportunidades.
Se alguém lhe bloquear a porta, não gaste energia com o confronto, procure as janelas.
Lembre-se da sabedoria da água:
'A água nunca discute com seus obstáculos, mas os contorna'.
Que a sua vida seja cheia de vitórias, não importa se são grandes ou pequenas, o importante é comemorar cada uma delas.
Quando você quiser saber o seu valor, procure pessoas capazes de entender seus medos e fracassos e,
acima de tudo, reconhecer suas virtudes.

sábado, 12 de junho de 2010

VISÃO ESTRATÉGICA



Prof. Marcos Coimbra
Conselheiro Diretor do CEBRES, Professor de Economia e Autor do livro Brasil Soberano.
         Está na ordem do dia a questão do domínio da tecnologia nuclear, em especial no tocante à sua utilização bélica. A hipocrisia  impera nos argumentos dos países detentores de artefato nuclear. Algumas destas nações são claramente possuidoras da tecnologia, como EUA, Rússia, China etc. Outras possuem, mas não admitem  o fato oficialmente, como Israel. Pretendem que o mundo seja dividido desta forma. Quem tem, continua a ter e aumenta seu arsenal a cada dia. Quem não possui, está proibido.
         Ora, a ser adotada esta postura, o mundo será cada vez mais injusto e desequilibrado. É sabido que a dissuasão impede o exercício da violência dos mais poderosos. O Iraque foi invadido pela coligação comandada pelos EUA justamente pelo fato de não possuir armas de destruição em massa, a pretexto de as possuírem. Milhares de mortos, feridos e prisioneiros. As causas de fato foram: a) a conversão das reservas iraquianas de dólar para euro, há  anos atrás; b) a posse da segunda maior reserva mundial petrolífera; c) a posse de imensas reservas de água, valiosas em uma região desértica; d) a oportunidade de reconstrução daquilo que foi destruído, ao custo de mais de centenas de bilhões de dólares, a serem entregues a empresas ligadas à anterior administração, generosas financiadoras de campanhas eleitorais nos EUA e em outros países.
         Outro país agredido foi  o Afeganistão, sob a desculpa de combate ao terrorismo internacional. A verdadeira razão reside na estratégica posição daquele país, para construção  de oleoduto com o objetivo de transportar petróleo do coração da Ásia para o porto adequado.
         A Economia norte-americana continua em crise. O desemprego está em torno de 10 % da população economicamente ativa. Sucessivos déficits acendem as luzes vermelhas no painel de controle dos analistas do mercado financeiro mundial. Os EUA importam praticamente tudo dos outros países. São auto-suficientes na produção bélica e de alimentos. Exportam tecnologia de ponta para o resto do mundo e, no momento,  possuem o poder real de destruir qualquer nação que não se submeta a seus interesses. Justificativas não faltam. Não foram encontradas as  armas iraquianas de destruição em massa. Nem precisa. Para quê? Os objetivos reais foram alcançados. Está prevista uma recuperação da atividade econômica norte-americana, a partir  do domínio e venda dos recursos naturais de nações como o Iraque.
         A dúvida agora é sobre qual será o país da vez, a ser "libertado" pelos “rambos” modernos. A pista pode estar na referência ao denominado "eixo do mal",  constituído por Irã, Coréia do Norte e Cuba. Se as razões fossem as proclamadas, o país premiado deveria ser Cuba, pela proximidade. Ou a Coréia do Norte, pelo perigo concreto. Mas será que ela já não tem poder nuclear? Como são, na realidade, econômicas, o agraciado deverá ser o Irã, por possuir petróleo abundante e por não possuir ainda artefatos nucleares operacionais. A desculpa deverá ser, mais uma vez, impedir que aquele país tenha acesso à tecnologia nuclear. A ONU está desmoralizada e, caso desapareça, ninguém sentirá falta. A lei é a do mais forte. Manda quem pode.
         Fica uma preocupação para nós, brasileiros. Olhando o mundo, existem poucos outros países, indefesos, capazes de despertar a cobiça “altruísta” de libertação nos senhores da guerra. Os vastos recursos naturais existentes, da água ao titânio, passando agora pelo petróleo, sua extensão territorial e a fragilidade de nossas Forças Armadas constituem um quadro preocupante.
          De fato, há um plano arquitetado pelos "donos do mundo" de enfraquecer as Forças Armadas dos países emergentes, sufocando-as financeira e economicamente. Além disto, é proibido o acesso à moderna tecnologia bélica, seja no tocante a engenhos nucleares, seja na área espacial. O trágico episódio da  explosão do terceiro VLS brasileiro, com a perda de vinte e um mártires, exige das autoridades responsáveis uma profunda reflexão. Até jatos supersônicos são proibidos. Fabricação de mísseis, nem pensar. Até a proibição da comercialização de armas e munições queriam  impor ao povo brasileiro. As empresas nacionais seriam expulsas do mercado e o Brasil ficaria dependente até da importação de um cartucho de 22. Desta forma, fica mais fácil intimidar e, se for o caso, ocupar militarmente as nações desobedientes.
         Na maior parte dos casos, isto não é necessário, pois as próprias forças políticas locais elegem administrações representantes dos interesses deles, dóceis ao seu comando. De modo hábil, vão transferindo recursos para o exterior e permitindo a ocupação pacífica dos seus respectivos territórios, bem como a exploração de seus recursos.
         Diante destes fatos, é vital que países possuidores de habilitação tecnológica, com recursos suficientes, procurem a auto-suficiência nuclear no campo bélico e o domínio aeroespacial , justamente para ter poder de dissuasão para evitar a pilhagem de seus recursos naturais e a invasão de seus respectivos territórios. Não é para agredir nenhum país. É para evitar a agressão. As razões não são éticas, mas sim de cunho realista e estratégico.


(Artigo escrito em 18.05.10 para o MM).

Cotidiano de um casal em quadrinhos

Caricaturas

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Pérolas do Enem 2009

As melhores Pérolas do Enem:
 
1) “O problema da amazônia tem uma percussão mundial. Várias Ongs já se estalaram na floresta.” (percussão e estalos. Vai ficar animado o negócio).
 
2) “A amazônia é explorada de forma piedosa.” (Boa!)
 
3) “Vamos nos unir juntos de mãos dadas para salvar planeta.” (Estamos juntos nessa, companheiro. Mais juntos, impossível).
 
4) “A floresta tá ali paradinha no lugar dela e vem o homem e créu.” (E na velocidade 5!)
 
5) “Tem que destruir os destruidores por que o destruimento salva a floresta.” (Para deixar bem claro o tamanho da destruição).
 
6) “O grande excesso de desmatamento exagerado é a causa da devastação.” (E o pleonasmo é a lei).
 
7) “Espero que o desmatamento seja instinto.” (Selvagem).
 
8) “A floresta está cheia de animais já extintos. Tem que parar de desmatar para que os animais que estão extintos possam se reproduzirem e aumentarem seu número respirando um ar mais limpo.” (O verdadeiro milagre da vida!)
 
9) “A emoção de poluentes atmosféricos aquece a floresta.” (Também fiquei emocionada com essa).

10) “Tem empresas que contribui para a realização de árvores renováveis.” (Todos em suas vidas devem ter um filho, escrever um livro, e realizar uma árvore renovável).
 
11) “Animais ficam sem comida e sem dormida por causa das
queimadas.” (Esqueceste que também ficam sem o home theater e os dvd’s da coleção do Chaves).
 
12) “Precisamos de oxigênio para nossa vida eterna.” (Amém!)
 
13) “Os desmatadores cortam árvores naturais da natureza.” (E as renováveis?)
 
14) “A principal vítima do desmatamento é a vida ecológica.” (Deve ser culpa da morte ecológica).
 
15) “A amazônia tem valor ambiental ilastimável.” (Ignorem, por favor).
 
16) “Explorar sem atingir árvores sedentárias.” (Peguem só as que estiverem fazendo exercícios físicos).
 
17) “Os estrangeiros já demonstraram diversas fezes enteresse pela amazônia.” (Isto é comprovado!)
 
18) “Paremos e reflitemos.” (Beleza!)
 
19) “A floresta amazônica não pode ser destruída por pessoas não autorizadas.” (Onde está o Guarda Belo nessas horas?)
 
20) “Retirada claudestina de árvores.” ("Cauramba"!)
 
21) “Temos que criar leis legais contra isso.” (Bacana!)

22) “A camada de ozonel.” (Chris O’Zonnell?)
 
23) “A amazônia está sendo devastada por pessoas que não tem senso de humor..” (A solução é colocar lá o pessoal da Zorra Total pra cortar árvores).
 
24) “A cada hora, muitas árvores são derrubadas por mãos poluídas, sem coração.” (Para fabricar o papel que ele fica escrevendo asneiras).
 
25) “A amazônia está sofrendo um grande, enorme e profundíssimo desmatamento devastador, intenso e imperdoável.” (Campeão da categoria “maior enchedor de lingüiça).

26) “Vamos gritar não à devastação e sim à reflorestação.” (NÃO!)
 
27) “Uma vez que se paga uma punição xis, se ganha depois vários xises.” (Gênio da matemática).
 
28) “A natureza está cobrando uma atitude mais energética dos governantes” ("Red bull neles!" Dizem as árvores).
 
29) “O povo amazônico está sendo usado como bote xpiatório” (Ótima).
 
30) “O aumento da temperatura na terra está cada vez mais aumentando.” (Subindo e subindo!)
 
31) “Na floresta amazônica tem muitos animais: passarinhos, leões, ursos, etc.” (Deve ser graças a globalização).
 
32) “Convivemos com a merchendagem e a politicagem.” (Ui!)
 
33) “Na cama dos deputados foram votadas muitas leis.” (Imaginem as que foram votadas no banheiro deles).
 
34) “Os dismatamentos é a fonte de inlegalidade e distruição da froresta Amazônia” (Oh meu Deus!).
 
35) “O que vamos deixar para nossos antecedentes?” (Dicionários).

sábado, 5 de junho de 2010

Matéria de Revista

Quais foram os maiores desastres ecológicos do mundo?

por Rodrigo Ratier
Vários crimes contra a natureza são dolorosamente memoráveis. O primeiro a chamar atenção mundial foi a destruição atômica em Hiroshima e Nagasáki, no Japão, que matou pelo menos 150 mil japoneses e deixou o ambiente local radioativo por décadas. Outra tragédia nuclear, a explosão de um reator na usina de Chernobyl, na Ucrânia, em 1986, tirou a vida de 10 mil pessoas e afetou milhares de quilômetros de florestas. Outras tristes lembranças são os derramamentos de óleo no mar do Alasca, em 1989, e na costa espanhola, no ano passado. Ou o vazamento de gases tóxicos em Bhopal, na Índia, em 1984, considerado o pior acidente químico da história. Em nosso mosaico de desastres ecológicos, entraram fatos causados pelo homem que provocaram grande dano à natureza em um curto espaço de tempo.
"São catástrofes sérias por causa das perdas de vidas, mas são desastres pontuais. As verdadeiras tragédias ambientais ocorrem durante décadas e destroem ecossistemas locais", afirma a naturalista Dejanira de Franceschi de Angelis, professora da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Rio Claro (SP). Exemplos disso são o avanço do buraco na camada de ozônio ou do efeito estufa, que podem comprometer a vida no planeta. Ou ainda o desmatamento das florestas brasileiras. Nos 503 anos de colonização, a Mata Atlântica perdeu 93% de sua cobertura original. Em um tempo bem menor - cerca de 30 anos - sumiram 20% da área da Amazônia e 80% do cerrado. "Esse último ecossistema deve levar milhões de anos para se recompor", diz o biólogo José Maria Cardoso da Silva, da ONG Conservation International.
Isso sem contar o lado invisível do drama da devastação: junto com as árvores e os animais mortos, desaparece também a vida microscópica. "Sem os microorganismos, a vida na Terra está seriamente comprometida", diz Dejanira.
Mergulhe nessa
Na internet:
www.greenpeace.org.br/bhopal
www.rerf.or.jp
www.oilspill.state.ak.us

Sete catástrofes internacionais...

Produtos nucleares e derivados do petróleo foram os grandes vilões
Derrame do Prestige (2002) - Presente de grego
Em novembro do ano passado, o petroleiro grego Prestige naufragou na costa da Espanha, despejando 11 milhões de litros de óleo no litoral da Galícia. A sujeira afetou 700 praias e matou mais de 20 mil aves. Em comparação com o Exxon Valdez, a quantidade de óleo derramado foi menor, e a biodegradação do produto foi facilitada pelas temperaturas mais altas. Nos meses seguintes ao desastre, o submarino-robô Nautile soldou o navio afundado a 3 600 metros de profundidade. Mas, como a vigilância diminuiu, os ambientalistas alertam que vazamentos pequenos ainda podem acontecer.
Queima de petróleo no golfo Pérsico (1991) - Crime de guerra
Obrigado a deixar o Kuwait, nação que havia invadido, o ditador iraquiano Saddam Hussein ordenou a destruição de cerca de 700 poços de petróleo no país. Mais de 1 milhão de litros de óleo foram lançados no golfo Pérsico ou queimados. Como a fumaça dos poços bloqueou a luz do Sol e jogou um mar de fuligem no ar, ao menos mil pessoas morreram de problemas respiratórios. A mancha viscosa de 1 500 km2 matou 25 mil aves e emporcalhou 600 quilômetros da costa. Como o petróleo se infiltrou no solo, as sementes não germinam, 40% da água subterrânea foi contaminada e a terra quase não absorve água.
Derrame do errame do Exxon Valdez (1989) - Gelada ecológica
Em março de 1989, o petroleiro Exxon Valdez colidiu com rochas submersas na costa do Alasca e deu início ao mais danoso derramamento de óleo por um navio. O saldo do despejo de 40 milhões de litros de óleo incluiu 100 mil aves mortas e 2 mil quilômetros de praias contaminadas. O problema se agravou porque, no frio, o óleo demora para se tornar solúvel e ser consumido por microorganismos marítimos - a biodegradação ocorre com eficácia apenas a partir dos 15 ºC. Apesar da limpeza (foto maior), que mobilizou 10 mil pessoas, cerca de 2% do petróleo continuam poluindo a costa da região.
Químico
Poluição em Minamata (1956) - Vergonha oriental
Em 1956, pescadores dessa baía japonesa começaram a ter uma doença batizada de mal de Minamata, que causava paralisias e podia matar. Logo ficou claro que os casos surgiram porque uma indústria de fertilizantes, a Chisso Corporation, lançou durante quatro décadas 27 toneladas de mercúrio no oceano, contaminando peixes e frutos do mar. Mais de 3 mil pessoas adoeceram e centenas morreram. A região só foi declarada livre de mercúrio em 1997, quando as redes que impediam os peixes contaminados de nadar para outras águas foram retiradas.
Vazamento em azamento em Bhopal (1984) - Omissão fatal
Na madrugada de 3 de dezembro de 1984, 45 toneladas de gases tóxicos vazaram de um tanque da fábrica de agrotóxicos da Union Carbide, em Bhopal, na Índia. Depois do acidente, a empresa simplesmente abandonou o local e 2 500 pessoas morreram pelo contato com as substâncias letais. Outras 150 mil sofreram com queimaduras nos olhos e pulmões. Os protestos pela limpeza da área são constantes (na foto abaixo, uma manifestação de 2002). Até hoje, o solo e a água têm altos níveis de metais pesados e derivados de cloro cancerígenos.
Nuclear
Explosão de Chernobyl (1986) - O preço do descaso
"Camaradas, pela primeira vez, enfrentaremos a energia nuclear fora de controle." Com essas palavras, o presidente da União Soviética Mikhail Gorbachev anunciava, em abril de 1986, o pior acidente nuclear da história: a explosão de um dos quatro reatores de Chernobyl, na Ucrânia (uma ex-república soviética).Foi liberada uma radiação 90 vezes maior que a das bombas de Hiroshima e Nagasáki. Além das 32 pessoas que morreram na hora, outras 10 mil perderam a vida nos anos seguintes. A nuvem nuclear que atingiu a Europa contaminou milhares de quilômetros de florestas e causou doenças em mais de 40 mil pessoas.
Bombas de bombas de Hiroshima e Nagasáki (1945) - Pesadelo atômico
Tidas como um marco do horror nuclear, as duas explosões de agosto de 1945 mataram entre150 mil e 220 mil japoneses - as estimativas não são precisas porque os documentos militares da época foram destruídos. Até 1 quilômetro do centro da explosão, quase todos os animais e plantas morreram com as ondas de choque e calor. Em 58 anos, a radiação aumentou em 51% a ocorrência de leucemia. Hoje, as duas cidades já possuem índices de radiação aceitáveis.

...E uma brasileira

Poluição em Cubatão produziu bebês sem cérebro e chocou a opinião pública do planeta
Químico
Em 1980, o jornal americano The New York Times batizou esse pólo petroquímico paulista de "Vale da Morte". Na época, as indústrias cuspiam mil toneladas de gases tóxicos por dia, alimentando uma névoa venenosa que afetava o sistema respiratório e gerava bebês com deformidades físicas. A sujeira também contaminou a água e o solo da região, trazendo chuvas ácidas e deslizamentos na serra do Mar. Com o controle da poluição industrial, a situação melhorou, mas o lugar está longe de ser um paraíso. O Greenpeace afirma que há riscos de contaminação no depósito de organoclorados (substâncias tóxicas que podem causar câncer) da Rhodia e pede a retirada do material. A empresa, por sua vez, diz que eliminou os contaminantes em dez áreas clandestinas da década 70 e que o depósito atual possui sistemas de segurança, além de passar por inspeções da Cetesb, órgão de controle ambiental do governo paulista.

http://mundoestranho.abril.com.br/ambiente/pergunta_286767.shtml 

Charge do fim do mundo

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Declaração Universal dos Direitos Humanos.

A Declaração Universal dos Direitos Humanos é um dos documentos básicos das Nações Unidas e foi assinada em 1948. Nela, são enumerados os direitos que todos os seres humanos possuem.

Preâmbulo
Considerando que o reconhecimento da dignidade inerente a todos os membros da família humana e de seus direitos iguais e inalienáveis é o fundamento da liberdade, da justiça e da paz no mundo,
Considerando que o desprezo e o desrespeito pelos direitos humanos resultaram em atos bárbaros que ultrajaram a consciência da Humanidade e que o advento de um mundo em que os todos gozem de liberdade de palavra, de crença e da liberdade de viverem a salvo do temor e da necessidade foi proclamado como a mais alta aspiração do ser humano comum,
Considerando ser essencial que os direitos humanos sejam protegidos pelo império da lei, para que o ser humano não seja compelido, como último recurso, à rebelião contra a tirania e a opressão,
Considerando ser essencial promover o desenvolvimento de relações amistosas entre as nações,
Considerando que os povos das Nações Unidas reafirmaram, na Carta da ONU, sua fé nos direitos humanos fundamentais, na dignidade e no valor do ser humano e na igualdade de direitos entre homens e mulheres, e que decidiram promover o progresso social e melhores condições de vida em uma liberdade mais ampla,
Considerando que os Estados-Membros se comprometeram a promover, em cooperação com as Nações Unidas, o respeito universal aos direitos e liberdades humanas fundamentais e a observância desses direitos e liberdades,
Considerando que uma compreensão comum desses direitos e liberdades é da mais alta importância para o pleno cumprimento desse compromisso,
agora portanto,
A Assembléia Geral proclama a presente Declaração Universal dos Direitos Humanos
como o ideal comum a ser atingido por todos os povos e todas as nações, com o objetivo de que cada indivíduo e cada órgão da sociedade, tendo sempre em mente esta Declaração, se esforce, através do ensino e da educação, por promover o respeito a esses direitos e liberdades, e, pela adoção de medidas progressivas de caráter nacional e internacional, por assegurar o seu reconhecimento e a sua observância universal e efetiva, tanto entre os povos dos próprios Estados-Membros, quanto entre os povos dos territórios sob sua jurisdição.
Artigo I.
Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotados de razão e consciência e devem agir em relação uns aos outros com espírito de fraternidade.
Artigo II.
1. Todo ser humano tem capacidade para gozar os direitos e as liberdades estabelecidos nesta Declaração, sem distinção de qualquer espécie, seja de raça, cor, sexo, idioma, religião, opinião política ou de outra natureza, origem nacional ou social, riqueza, nascimento, ou qualquer outra condição.
2. Não será também feita nenhuma distinção fundada na condição política, jurídica ou internacional do país ou território a que pertença uma pessoa, quer se trate de um território independente, sob tutela, sem governo próprio, quer sujeito a qualquer outra limitação de soberania.
Artigo III.
Todo ser humano tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal.
Artigo IV.
Ninguém será mantido em escravidão ou servidão; a escravidão e o tráfico de escravos serão proibidos em todas as suas formas.
Artigo V.
Ninguém será submetido à tortura nem a tratamento ou castigo cruel, desumano ou degradante.
Artigo VI.
Todo ser humano tem o direito de ser, em todos os lugares, reconhecido como pessoa perante a lei.
Artigo VII.
Todos são iguais perante a lei e têm direito, sem qualquer distinção, a igual proteção da lei. Todos têm direito a igual proteção contra qualquer discriminação que viole a presente Declaração e contra qualquer incitamento a tal discriminação.
Artigo VIII.
Todo ser humano tem direito a receber dos tribunais nacionais competentes remédio efetivo para os atos que violem os direitos fundamentais que lhe sejam reconhecidos pela constituição ou pela lei.
Artigo IX.
Ninguém será arbitrariamente preso, detido ou exilado.
Artigo X.
Todo ser humano tem direito, em plena igualdade, a uma justa e pública audiência por parte de um tribunal independente e imparcial, para decidir sobre seus direitos e deveres ou do fundamento de qualquer acusação criminal contra ele.
Artigo XI.
1. Todo ser humano acusado de um ato delituoso tem o direito de ser presumido inocente até que a sua culpabilidade tenha sido provada de acordo com a lei, em julgamento público no qual lhe tenham sido asseguradas todas as garantias necessárias à sua defesa.
2. Ninguém poderá ser culpado por qualquer ação ou omissão que, no momento, não constituíam delito perante o direito nacional ou internacional. Também não será imposta pena mais forte do que aquela que, no momento da prática, era aplicável ao ato delituoso.
Artigo XII.
Ninguém será sujeito à interferência em sua vida privada, em sua família, em seu lar ou em sua correspondência, nem a ataque à sua honra e reputação. Todo ser humano tem direito à proteção da lei contra tais interferências ou ataques.
Artigo XIII.
1. Todo ser humano tem direito à liberdade de locomoção e residência dentro das fronteiras de cada Estado.
2. Todo ser humano tem o direito de deixar qualquer país, inclusive o próprio, e a este regressar.
Artigo XIV.
1. Todo ser humano, vítima de perseguição, tem o direito de procurar e de gozar asilo em outros países.
2. Este direito não pode ser invocado em caso de perseguição legitimamente motivada por crimes de direito comum ou por atos contrários aos objetivos e princípios das Nações Unidas.
Artigo XV.
1. Todo homem tem direito a uma nacionalidade.
2. Ninguém será arbitrariamente privado de sua nacionalidade, nem do direito de mudar de nacionalidade.
Artigo XVI.
1. Os homens e mulheres de maior idade, sem qualquer restrição de raça, nacionalidade ou religião, têm o direito de contrair matrimônio e fundar uma família. Gozam de iguais direitos em relação ao casamento, sua duração e sua dissolução.
2. O casamento não será válido senão com o livre e pleno consentimento dos nubentes.
3. A família é o núcleo natural e fundamental da sociedade e tem direito à proteção da sociedade e do Estado.
Artigo XVII.
1. Todo ser humano tem direito à propriedade, só ou em sociedade com outros.
2. Ninguém será arbitrariamente privado de sua propriedade.
Artigo XVIII.
Todo ser humano tem direito à liberdade de pensamento, consciência e religião; este direito inclui a liberdade de mudar de religião ou crença e a liberdade de manifestar essa religião ou crença, pelo ensino, pela prática, pelo culto e pela observância, em público ou em particular.
Artigo XIX.
Todo ser humano tem direito à liberdade de opinião e expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferência, ter opiniões e de procurar, receber e transmitir informações e idéias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras.
Artigo XX.
1. Todo ser humano tem direito à liberdade de reunião e associação pacífica.
2. Ninguém pode ser obrigado a fazer parte de uma associação.
Artigo XXI.
1. Todo ser humano tem o direito de fazer parte no governo de seu país diretamente ou por intermédio de representantes livremente escolhidos.
2. Todo ser humano tem igual direito de acesso ao serviço público do seu país.
3. A vontade do povo será a base da autoridade do governo; esta vontade será expressa em eleições periódicas e legítimas, por sufrágio universal, por voto secreto ou processo equivalente que assegure a liberdade de voto.
Artigo XXII.
Todo ser humano, como membro da sociedade, tem direito à segurança social, à realização pelo esforço nacional, pela cooperação internacional e de acordo com a organização e recursos de cada Estado, dos direitos econômicos, sociais e culturais indispensáveis à sua dignidade e ao livre desenvolvimento da sua personalidade.
Artigo XXIII.
1. Todo ser humano tem direito ao trabalho, à livre escolha de emprego, a condições justas e favoráveis de trabalho e à proteção contra o desemprego.
2. Todo ser humano, sem qualquer distinção, tem direito a igual remuneração por igual trabalho.
3. Todo ser humano que trabalha tem direito a uma remuneração justa e satisfatória, que lhe assegure, assim como à sua família, uma existência compatível com a dignidade humana e a que se acrescentarão, se necessário, outros meios de proteção social.
4. Todo ser humano tem direito a organizar sindicatos e a neles ingressar para proteção de seus interesses.
Artigo XXIV.
Todo ser humano tem direito a repouso e lazer, inclusive a limitação razoável das horas de trabalho e a férias remuneradas periódicas.
Artigo XXV.
1. Todo ser humano tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar-lhe, e a sua família, saúde e bem-estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência em circunstâncias fora de seu controle.
2. A maternidade e a infância têm direito a cuidados e assistência especiais. Todas as crianças, nascidas dentro ou fora do matrimônio gozarão da mesma proteção social.
Artigo XXVI.
1. Todo ser humano tem direito à instrução. A instrução será gratuita, pelo menos nos graus elementares e fundamentais. A instrução elementar será obrigatória. A instrução técnico-profissional será acessível a todos, bem como a instrução superior, esta baseada no mérito.
2. A instrução será orientada no sentido do pleno desenvolvimento da personalidade humana e do fortalecimento do respeito pelos direitos humanos e pelas liberdades fundamentais. A instrução promoverá a compreensão, a tolerância e a amizade entre todas as nações e grupos raciais ou religiosos, e coadjuvará as atividades das Nações Unidas em prol da manutenção da paz.
3. Os pais têm prioridade de direito na escolha do gênero de instrução que será ministrada a seus filhos.
Artigo XXVII.
1. Todo ser humano tem o direito de participar livremente da vida cultural da comunidade, de fruir das artes e de participar do progresso científico e de seus benefícios.
2. Todo ser humano tem direito à proteção dos interesses morais e materiais decorrentes de qualquer produção científica literária ou artística da qual seja autor.
Artigo XXVIII.
Todo ser humano tem direito a uma ordem social e internacional em que os direitos e liberdades estabelecidos na presente Declaração possam ser plenamente realizados.
Artigo XXIX.
1. Todo ser humano tem deveres para com a comunidade, na qual o livre e pleno desenvolvimento de sua personalidade é possível.
2. No exercício de seus direitos e liberdades, todo ser humano estará sujeito apenas às limitações determinadas pela lei, exclusivamente com o fim de assegurar o devido reconhecimento e respeito dos direitos e liberdades de outrem e de satisfazer as justas exigências da moral, da ordem pública e do bem-estar de uma sociedade democrática.
3. Esses direitos e liberdades não podem, em hipótese alguma, ser exercidos contrariamente aos objetivos e princípios das Nações Unidas.
Artigo XXX.
Nenhuma disposição da presente Declaração pode ser interpretada como o reconhecimento a qualquer Estado, grupo ou pessoa, do direito de exercer qualquer atividade ou praticar qualquer ato destinado à destruição de quaisquer dos direitos e liberdades aqui estabelecidos.

Veja mais textos importantes no site da Onu:
http://www.onu-brasil.org.br/documentos_direitoshumanos.php

quarta-feira, 2 de junho de 2010

LIXÃO DO PACÍFICO - enorme área maior que o estado de São Paulo só de lixo no meio do oceano

Fim do mundo.....
"Um oceano de plástico, uma sopa intragável, de tamanho incerto e aproximadamente 1,6 mil quilômetros da costa entre a Califórnia e o Havaí e que, segundo estimativas, seria maior do que a soma de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Goiás.

Charles Moore viajava pelo Pacífico, entre o Havaí e a Califórnia, quando resolveu arriscar um novo caminho. 'Foi perturbador. Dia após dia não víamos uma única área onde não houvesse lixo. E tão distantes do continente', lembra o capitão. Como um descobridor nos tempos das Navegações, Charles Moore foi o primeiro a detectar a massa de lixo. E batizou o lugar de Lixão do Pacífico.

Primeiro, viu pedaços grandes de plástico, muitos deles transformados em casa para os mariscos. Depois, quando aprofundou a pesquisa, o capitão descobriu que as águas-vivas estavam se enrolando em nylon e engolindo pedaços de plástico. O albatroz tinha um emaranhado de fios dentro do corpo. 'Antes não havia plástico no mar, tudo era comida. Então os animais aprenderam a comer qualquer coisa que encontram pela frente. Você pode ver que eles tentaram comer isso [pedaço de embalagem]. Mas não conseguiram', diz o capitão."

Reportagem: Fantástico (TV Globo 19/02/2009).

Estamos chegando no fim..........................